Pesquisas

Dopamina natural: para que serve


Dopamina natural, assim chamada porque a molécula precursora, a partir da qual George Barger e James Ewens o sintetizaram, é chamada de L-DOPA. É um neurotransmissor importante da família das catecolaminas, importante porque controla o movimento, memória de trabalho, sensação de prazer, recompensa, a produção de prolactina, os mecanismos de regulação do sono e até mesmo atenção e algumas faculdades cognitivas.

Dopamina natural

Antes de descobrir o Dopamina natural no corpo humano, os pesquisadores o sintetizaram em laboratório, o que não significa que não possa ser considerado uma molécula orgânica.

Nós o chamamos de neurotransmissor, significa que é uma daquelas substâncias químicas que permitem a comunicação entre neurônios, células do sistema nervoso. Por esta razão, podemos falar da dopamina natural como uma espécie de mediador de prazer e recompensa, mas não só. Esse papel é particularmente bem conhecido, entretanto, e isso acontece porque liberamos dopamina quando estamos em situações que gostamos, quando estamos satisfeitos com um bom prato de comida bem como nossa atividade sexual.

Dopamina: para que serve

Quando os níveis não estão como deveriam, a doença de Parkinson pode aparecer porque este neurotransmissor atua funções muito importantes tanto no sistema nervoso central quanto no periférico. Na central, por exemplo, participa do controle do movimento e da capacidade de memória, atenção e humor enquanto na periférica atua como vasodilatador e estimulante de excreção de sódio. Ao mesmo tempo, promove a motilidade intestinal, reduz a atividade dos linfócitos e a secreção de insulina.

Dopamina e serotonina

Junto com o serotonina, a Dopamina natural é um mensageiro químico liberado por impulsos nervosos para induzir um certo mecanismo celular. Como essas duas, também existem outras substâncias que agem de forma semelhante, como glicina, melatonina, ácido gama-aminobutírico (GABA) e vasopressina. Não acabou: o Dopamina natural também possui derivados, neurotransmissores, por sua vez: norepinefrina e epinefrina.

Dopamina: alimentos

Para ajudar este neurotransmissor a fazer melhor seu trabalho evite alimentos inflamatórios como aqueles ricos em conservantes e corantes. Farinha e açúcar refinados, cafeína e alimentos ricos em gorduras saturadas ou hidrogenadas também não são recomendados, pelo contrário, a beterraba é perfeita para quem procura Dopamina natural: contém betaína, como também brócolis, quinua, cereais, espinafre e frutos do mar.

Também podemos servir no prato alimentos proteicos que são ricos em tirosina que aumenta a presença de dopamina, o mesmo efeito tem amêndoas, abacate, bananas, laticínios com baixo teor de gordura, peixe, frango e peru. A fenilalanina é importante para a dopamina natural, a ser encontrada no gérmen de trigo, mas também em legumes, carnes, ovos e peixes.

Em uma dieta projetada para ter os níveis corretos de neurotransmissores, não podem faltar antioxidantes, beta-caroteno e carotenóides, por isso abundamos vegetais de folhas verdes, batata doce, abóbora, cenoura, espinafre, laranja, manga, aspargos, pimentas, brócolis, beterraba, melão, preferindo alimentos com vitamina C e vitamina E.

Dopamina: efeitos colaterais

o Mal de Parkinson está muito ligada à presença de níveis anormais de D., bem como síndrome de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), esquizofrenia / psicose e dependência de certas drogas e certos medicamentos.

Este neurotransmissor também é responsável pelas dores que ocorrem na fibromialgia, síndrome das pernas inquietas e síndrome da boca ardente, acompanhada de náuseas e vômitos.

Quem quer garantir níveis corretos, além de uma boa alimentação também pode adotar um visual ad hoc com um moletom brincalhão vestindo o desenho da molécula no peito.

Se você gostou desse artigo continue me seguindo também no Twitter, Facebook, Google+, Instagram

Artigos relacionados que podem interessar a você:

  • Norepinefrina alta
  • Legumes: lista e propriedades
  • Chá verde: benefícios
  • Pessoas mudam
  • Neurônios espelho e emoções


Vídeo: Para qué sirve la dopamina y sus beneficios. Con Nelly Canseco (Janeiro 2022).